Menu

24 de nov. de 2020

Diogo Souza lança versão impressa do livro 'O amor não é para covardes'

A obra narra, em 244 páginas, a história de um casal homoafetivo que se conhece na primeira e única viagem do RMS Titanic.

Livro: O amor não é para Covardes, romance gay a bordo do titanic


O escritor e jornalista sergipano, Diogo Souza, anunciou o lançamento da versão impressa de seu romance 'O amor não é para covardes'. O livro ganhou versão em papel dois meses depois do lançamento em versão digital. A obra narra, em 244 páginas, a história de um casal homoafetivo que se conhece na primeira e única viagem do RMS Titanic, em 1912.

O livro e foi lançado de maneira independente por Diogo Souza pelo Clube de Autores, startup que imprime livros sob demanda, e custa R$ 42,67. Já a versão ebook de 'O amor não é para covardes' está a venda por R$ 9,98 na Amazon e é gratuito para assinantes do Kindle Unlimited.

A trama, segundo o autor, começa em Southampton, zona portuária inglesa de onde partiu o Titanic, na época o maior navio do mundo. "O protagonista, Abraham, é um rapaz franzino que sonha fugir das perseguições e agressões da família. E pretendia fazer isso assim que desembarcasse do Titanic. Na luxuosa viagem de primeira classe, ele conhece Phillip, um belo e prestativo valete do conhecidíssimo e controverso Mister Kemble, que desperta todo tipo de comentário ácido da elite preconceituosa. Phillip ampara Abraham, após um incidente no salão de jantar e então surge uma improvável amizade. Com Phill, Abe se vê muito perto da liberdade que tanto sonhava e o sentimento que surge entre os dois o deixa encantado e apavorado. Seus destinos mudam para sempre na fatídica noite de 14 de abril de 1912, quando terão que lutar juntos pelo amor e pela vida", adianta o escritor.

Diogo conta que, apesar de ser LGBTQIA+, sentia dificuldade em escrever personagens gays. " Quando tentava escrever, não me sentia confortável e percebi que precisava mudar isso. Entendi que nunca havia tido contato com literatura LGBTQIA+, então eu não tinha referências. Eu era um escritor dentro do armário! Quando passei a consumir esse tipo de conteúdo, principalmente os que mais me despertavam identificação, senti que precisava explorar esse caminho e escrever meu primeiro romance com essa temática", relata o escritor. Ele também explica que o cenário do Titanic era um sonho antigo.

"A história do navio, que nunca terminou sua primeira viagem e agonizou por duas horas e meia no oceano escuro e gelado, sempre me fascinou. Como a maioria das pessoas, conheci pelo filme de James Cameron, mas levei anos até me interessar pelo que era real nessa história. Depois de muita pesquisa, livros e documentários, o fator humano dessa tragédia me tocou profundamente e sentia que precisava escrever sobre aquela sensação com o devido respeito. Foi quando comecei a desenhar em minha mente a trama e os personagens", explica.


Diogo afirma que a obra foi um intenso exercício de pesquisa e imaginação e foi difícil colher informações e referências para os fatos reais que se misturam à ficção. "Escrever cenas em que a 'inafundável' Molly Brown interagia com meus personagens me emocionou por conhecer a história de força daquela figura tida como uma mulher a frente de seu tempo. Mas também foi impactante narrar e descrever os ruídos de ferro sendo 'rasgado' enquanto o navio se partia em dois e os gritos de pânico dos passageiros, que os sobreviventes descreveram como o som de milhões de gafanhotos ou multidões em estádios".


Uma dificuldade lembrada por Diogo foi a de escrever sequências que se passavam em temperaturas negativas. "Escrevi esse livro no verão de Aracaju, então foi um exercício interessante falar de um frio congelante enquanto derretia no nosso verão nordestino", brinca o escritor.

O livro "O Amor não é para Covardes" está disponível neste link: https://amzn.to/2ICdNNP



Outras obras

Diogo Souza também escreve não-ficção, é o autor do livro-reportagem 'Sobrevivendo a um Relacionamento Abusivo", disponível em versão impressa e digital, e da coletânea de contos e crônicas 'Encontro com o Cara do Espelho', disponível na versão digital.

Ele também mantém uma página no Instagram, o @caradoespelho, onde apresenta contos, crônicas e dicas literárias em geral.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Autor

autorEstudante de jornalismo, escritor preguiçoso, poeta fracassado, ligeiramente otimista, irritantemente risonho e comicamente irritado.
Leia mais →



Home Ads

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *